quarta-feira, 2 de agosto de 2017

PGR pede inclusão de Temer em investigação sobre ‘quadrilhão’ do PMDB

Inquérito lista ainda outros 15 deputados


.
POR LUIZ FELIPE BARBIÉRI - no PODER360 - 02.ago.2017

A Procuradoria Geral da República pediu a inclusão do presidente Michel Temer e dos ministros Moreira Franco (Secretaria Geral) e Eliseu Padilha (Casa Civil) no inquérito que investiga parlamentares do PMDB da Câmara dos Deputados por organização criminosa.
A PGR informou que também foi pedida a inclusão do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures no inquérito. Temer e Loures já eram investigados pelo crime, mas em outro procedimento. Não se trata de uma nova investigação.

Não se trata aqui de uma nova investigação contra o presidente da República mas de uma readequação daquela já autorizada no que concerne ao crime de organização criminosa”, afirmou Rodrigo Janot na manifestação.
“O avanço nas investigações demonstrou que a organização criminosa investigada no inquérito 4483 na verdade, ao que tudo indica, é mero desdobramento da atuação da organização criminosa objeto dos presentes autos. Por isso, no que tange a este crime específico (organização criminosa), mostra-se mais adequado e eficiente que a investigação seja feita no bojo destes autos e não do Inquérito 4483”, diz 1 trecho da peça.
A decisão cabe ao ministro Edson Fachin, relator das investigações contra o presidente. O inquérito apura se integrantes do PMDB formaram uma organização criminosa para desviar recursos da Petrobras e de outros órgãos públicos.
Postar um comentário