quinta-feira, 20 de julho de 2017

Aos 76 anos, morre Marco Aurélio Garcia, ex-assessor da Presidência

marcoaureliogarcia_eduardo_maretti_rba.jpg
.
Jornal GGN - 20/07/2017

Nesta quinta-feira (20), Marco Aurélio Garcia, ex-assessor especial da Presidência para República para Assuntos Internacionais, morreu aos 76 anos de idade, vitimado por um infarto fulminante.
 
Filiado ao Partido dos Trabalhadores, Garcia foi vice-presidente do partido de 2005 a 2010 e era considerado um dos melhores analistas da cena geopolítica. Junto com Celso Amorim e Samuel Pinheiro Guimarães, foi responsável por determinar a política externa no governo de Luiz Inácio Lula da Silva. 
 
Professor aposentado do Departamento de História da Unicamp, ele também foi um dos idealizadores dos Brics e pelo fortalecimento das relações Sul-Sul.
 
Em entrevista concedida em março deste ano para o Brasil 247, ele criticou a política externa adotada pelo governo de Michel Temer. "Estamos indo para a terceira divisão ou para a quarta divisão do campeonato mundial. Nos marginalizamos", afirmou. 
 
"Antes, éramos acusados de fazer política ideológica, mas nós fazíamos política com os governos da região. Agora, tanto o ministro [José] Serra quanto o Aloysio Nunes procuraram, sim, fazer uma política ideológica, mas uma política ideológica de direita, se associando com setores de oposição na maioria dos países, na Venezuela em particular, e com isso, perdendo a oportunidade de exercer uma função mediadora", analisou o ex-assessor. 
 
No vídeo abaixo, Garcia fala sobre a influência da Globo e da família Marinho na política brasileira:
Abaixo, o vídeo do Arquivo Projeto "Brasil Nunca Mais", em Marco Aurélio Garcia conduz o resgate da memória da ditadura no país.
Postar um comentário