terça-feira, 13 de junho de 2017

Primo de Aécio devolve 1,52 milhão das “malas”. Estavam no armário?

POR  · 13/06/2017


devolve
.
Os advogados de Frederico Pacheco de Medeiros, o primo de Aécio Neves que “se podia mandar matar antes de fazer delação”, entregaram hoje R$ 1,52 milhão à Polícia Federal, numa confirmação de que o valor foi recebido ilicitamente.
Com os R$ 400 mil apreendidos na casa do assessor do senador Zezé Perrela, fazem R$ 1,92 milhão, quase os dois milhões que o acerto entre Aécio e o dono da JBS.
Como a de Temer, também a mala de Aécio foi devolvida.
Postar um comentário