terça-feira, 2 de maio de 2017

Trabalhador rural poderá receber casa e comida no lugar do salário

por Redação — da Carta Capital - publicado 02/05/2017 15h09
PL protocolado em novembro na Câmara reduz ainda mais os direitos dos trabalhadores rurais, alterando remuneração e jornada de trabalho
Arquivo ANPr
trabalhador-rural
Jornada de trabalho no campo pode chegar a 12 horas em 18 dias seguidos sem descanso
Se o trabalhador urbano enfrenta uma perda de direitos sem precedentes com o avanço da reforma trabalhista no Congresso, o trabalhador rural está ameaçado inclusive na forma de remuneração, que pode passar a ser permitida na forma de comida e habitação, em substituição ao dinheiro.
Um filhote do Projeto de Lei da reforma trabalhista trata especificamente dos direitos dos trabalhadores rurais: são 192 itens que ficaram de fora do texto principal e foram consolidados no PL 6442/2016, que deve começar a ser debatido em uma comissão especial na Câmara nas próximas semanas. Na prática, a CLT (Consolidação das Leis Trabalho) perde a validade para os trabalhadores do campo.
Postar um comentário