quarta-feira, 12 de abril de 2017

Metroviários de SP aprovam greve de 24h contra reformas de Temer

Portal Vermelho - 12/04/2017


  
Com a deliberação os metroviários se unem à inúmeras categorias e reforçam de maneira decisiva a mobilização, que promete parar o país contra as reformas trabalhista e Previdenciárias de Michel Temer e a terceirização ilimitada aprovada na Câmara Deputados.

No dia 15 de março, quando movimentos sociais e sindical realizaram uma grande mobilização em preparação à greve geral, a participação dos metroviários, que paralisaram o sistema por 24h em São Paulo, foi crucial e contou com o apoio, inclusive, da população que utiliza o sistema.



Para Wagner Fajardo, coordenador-geral do Sindicato dos Metroviários e integrante da CTB, com a participação dos trabalhadores em transporte, o sucesso do movimento tende a se repetir. “A adesão dos metroviários e de outros trabalhadores de transporte com certeza contribuirá decisivamente para o sucesso do movimento em São Paulo e incentivará a adesão de outras categorias. Com a unidade do movimento sindical, no dia 28 realizaremos uma grande uma grande greve geral, como nossos vizinhos argentinos que deram um belo em exemplo paralisando o país contra os ataques ao direitos dos trabalhadores no último dia 06. Aqui no Brasil, vamos mostrar que não aceitaremos qualquer retirada de direitos”, afirmou Fajardo.

Ainda durante a assembleia, a categoria aprovou ainda uma grande mobilização da categoria contra o processo de terceirização das bilheterias do Metrô com a realização de uma plenária e reuniões nas áreas. 


Fonte: portal CTB
Postar um comentário