quinta-feira, 23 de março de 2017

DW: Até onde vai o sigilo da fonte?

por Jean-Philip Struck - na DW - 22/03/2017

Condução de blogueiro alinhado ao PT e crítico da Lava Jato reacende debate sobre preservação da fonte e conceito de atividade jornalística no Brasil. Atuação do juiz Sérgio Moro também volta a ser posta em questão.

Brasilien Brasilia Polícia Federal (Brasilia Polícia Federal)
Agente da Polícia Federal em Brasília: Guimarães foi primeiro a ser convocado para falar de vazamentos
A condução coercitiva e a apreensão de equipamentos de um blogueiro pró-petista e crítico da Operação Lava Jato reacendeu no Brasil o debate sobre a preservação do sigilo de fonte e o conceito de atividade jornalística. O caso também ocorre em um momento de discussão sobre vazamentos seletivos de dados da operação.
Eduardo Guimarães, responsável pelo Blog da Cidadania, foi obrigado na terça-feira (21/03) a comparecer a uma unidade da Polícia Federal por ordem condução do juiz Sérgio Moro, responsável pelos casos da Lava Jato na Justiça Federal do Paraná (JF-PR). O juiz queria saber quem vazou para o blogueiro que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a família tiveram o sigilo bancário quebrado e que seus imóveis seriam alvo de mandatos de busca e apreensão no âmbito da Lava Jato.
Postar um comentário