sábado, 28 de janeiro de 2017

MP brasileiro: elitista e o mais caro do mundo

por André Barrocal — na Carta Capital -publicado 28/01/2017 00h13, última modificação 27/01/2017 09h33
São as conclusões de duas pesquisas. Em meio à crise, Procuradoria Geral tem 1 bilhão de reais a mais
Marcelo Camargo / Agência Brasil
Rodrigo Janot
Janot: MP teve reforço no orçamento
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, conseguiu uma façanha. Em tempos de crise fiscal e congelamentos das verbas sociais por duas décadas, o Ministério Público da União, conglomerado comandado por ele, terá neste ano 1 bilhão de reais a mais do que em 2016. Um orçamento total de 6,6 bilhões, alta de 18%. 
O reforço financeiro contribui para manter o MP brasileiro, incluídos aí as repartições estaduais, que não se vinculam a Janot, na folgada posição de mais caro do planeta. Um órgão a pagar, com dinheiro público, altos salários e mordomias e composto por um “segmento fortemente elitizado” da sociedade. 
Postar um comentário