Deltan Dallagnol participou de palestra em São Paulo promovida pela socialite Rosângela Lyra

por 




O Globo - 16/09/2015

SÃO PAULO - O procurador da República Deltan Dallagnol disse na noite desta terça-feira em São Paulo que a Operação Lava-Jato, a exemplo do mensalão,"é um ponto fora da curva", pois, segundo ele, "existe uma perspectiva concreta de punição". Ao comentar os acordos de colaboração da operação, Dallagnol negou que as prisões foram feitas para obter delações. Ele lembrou que em 80% dos casos as colaborações foram realizadas com os réus soltos e disse que em todos elas as defesas procuraram o Ministério Público Federal (MPF), como "estratégia".

- Na Lava-Jato existe uma perspectiva concreta de punição daquelas pessoas. Como o mensalão, a Lava-Jato é um ponto fora da curva, em razão da pressão da mídia, da pressão social e da opinião pública em relação ao caso - disse, durante apresentação das dez medidas anticorrupção a um grupo de 90 pessoas, em uma palestra promovida pela socialite Rosângela Lyra, do Grupo Política Viva, nos Jardins, na capital paulista.

Postagens mais visitadas deste blog

Vaza Jato: “Revelação de Reinaldo Azevedo é gravíssima”, diz ex-jornalista do Grupo Globo

USA -China: a guerra está próxima? Por Mário Maestri

Jeferson Miola: A manipulação da Cármen Lúcia

Nassif: A operação PF-Intercept e cenas do puteiro Brasil

Batalha institucional e da informação. O que vai acontecer com a Vaza Jato?

Nassif: Diálogos mostram que Teori era o último empecilho à Lava Jato

Comitês Lula Livre divulgam conversas de Moro e Dallagnol à população

A farsa das elites e a encruzilhada da nação