Juiz invoca trânsito e proíbe MST onde gaúchos fazem Acampamento Farroupilha

POR  · 29/12/2017

capenga
.
Como no dia da audiência de Lula na inquisição, digo, na Vara Criminal de Sérgio Moro, em Curitiba, também agora o Ministério Público e o próprio Judiciário correm para tentar criar dificuldades aos simpatizantes do ex-presidente que prometem se concentrar junto ao prédio do Tribunal Regional Federal.
O Globo anuncia que  “o juiz Osório Avila Neto, da 2 ª Vara Federal de Porto Alegre, determinou, desde já e até três dias após o julgamento, a proibição de acampamentos no interior do Parque Maurício Sirotsky Sobrinho, também conhecido como Parque Harmonia, localizado a menos de 300 metros do Tribunal”. A ação visa especificamente o Movimento dos Sem Terra, mas tem alcance geral.

Postagens mais visitadas deste blog

Manlio Dinucci: A ’gaffe’ nuclear da NATO

MP gaúcho quer suspensão de agrotóxico que levou ao extermínio de abelhas

Margaridas a Lula: ‘Jamais conseguirão deter a chegada da primavera’

Enfraquecer países manipulando a democracia

Nassif: Como a máfia se consolidou na indústria do lixo

Polícia paraguaia reprime manifestantes para permitir entrada de caminhão com explosivos

Rosângela Moro já está de malas prontas

Caso de militar réu por estupro abre precedente para punir crimes da ditadura

Clima econômico no Brasil piora, diz pesquisa da FGV