domingo, 11 de novembro de 2018

Previdência dos militares tem rombo crescente e maior deficit per capita

Em 2018, rombo alcança R$ 32 bi
Receita foi de apenas R$ 2 bi
Deficit individual no INSS é R$ 5 mil
Entre os militares, supera R$ 100 mil

Cerimônia de oficiais militares e Michel Temer: as Forças Armadas não foram incluídas na reforma da Previdência do atual governo
PODER 360
Presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL) terá a discussão da reforma da Previdência como o 1º grande desafio econômico do seu governo. Capitão do Exército na reserva, o militar mostra pouca disposição em propor alterações ao sistema previdenciário de seus pares.
De janeiro a setembro deste ano, as aposentadorias e pensões de militares geraram despesas de cerca de R$ 34 bilhões aos cofres públicos. As receitas, por outro lado, foram de apenas R$ 2 bilhões. O deficit já alcançou R$ 32 bilhões, segundo informações do Tesouro Nacional.
O rombo nas contas tem crescido ano a ano. No mesmo período de 2017, o resultado ficou negativo em R$ 28 bilhões. Em 2010, era de R$ 14 bilhões.
Postar um comentário