“Mulher negra e pobre” usada em campanha de Bolsonaro é modelo estrangeira de banco de imagens

no DCM - 17/09/2018


O filme da mulher usada na campanha de Bolsonaro à venda na Shutterstock

Uma mulher negra que está sendo usada na campanha de Jair Bolsonaro é, na verdade, uma modelo estrangeira vestida de enfermeira.

Vídeo dela está sendo vendido no banco de imagens da agência Shutterstock por 79 dólares.
“Sou mulher, negra e vinda de família pobre, mas não dei procuração para que ninguém fale em meu nome”, diz a locutora.

Ela ainda erra no português: “Há muitos (sic) me libertei do vitimismo”.
O deputado federal Eduardo Bolsonaro postou o filmete em suas redes.

A equipe de Bolsonaro tenta combater a rejeição altíssima que o candidato tem junto ao eleitorado feminino.
A página Mulheres Contra Bolsonaro do Facebook passou de 2 milhões de integrantes e foi hackeada por bolsonaristas.
“Somente a verdade nos liberta. Quem pede tudo ao Estado, tudo lhe é retirado, inclusive a liberdade”, escreveu Eduardo na legenda.
“Somente a verdade”. Pois é.

MULHER NEGRA E DE FAMÍLIA POBRE
Somente a verdade nos liberta. Quem pede tudo ao Estado, tudo lhe é retirado, inclusive a liberdade.

Curtam no facebook: Ação Bolsonaro ( https://goo.gl/LXVNv7  ).

Postagens mais visitadas deste blog

Rosângela Moro já está de malas prontas

Caso de militar réu por estupro abre precedente para punir crimes da ditadura

Nota da defesa de Lula: Novas mensagens reforçam que Lula foi vítima de uma conspiração e de atos ilícitos

VÍDEO, FOTOS: Pelo menos 3 mortos em confrontos antes do clássico do futebol hondurenho