Raquel Dodge contesta candidatura de Lula no TSE

Além da PGR, apresentaram pedidos de impugnação da candidatura do petista o ator pornô Alexandre Frota e o líder do MBL, Kim Kataguiri

REVISTA FORUM - 15 DE AGOSTO DE 2018, 21H55

Foto: Antonio Cruz/ Agencia Brasil
A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, apresentou na noite desta quarta-feira (15) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) uma contestação ao registro da candidatura de Lula à presidência da República. A oficialização do registro havia sido feita horas antes por lideranças do PT, enquanto uma multidão do lado de fora do prédio do tribunal manifestava apoio ao ex-presidente.
Na petição, Dodge argumenta que Lula não é elegível por ter sido condenado em segunda instância. Ela anexou ao pedido a certidão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) que confirma a condenação do ex-presidente. A procuradora pede ainda que Lula não seja autorizado a fazer campanha mesmo antes da decisão final do tribunal.

O Código Eleitoral, no entanto, prevê, que candidaturas sob judice gozam das mesmas prerrogativas de qualquer outra candidatura. É este o argumento que o PT utilizará para tentar fazer com que Lula ou um representante – provavelmente seu vice, Fernando Haddad – participe dos debates televisivos e atos de campanha. Caso a impugnação da candidatura seja confirmada no TSE, cabe recurso no Supremo Tribunal Federal.
A petição de Dodge será analisada pelo ministro Luís Roberto Barroso, vice-presidente do TSE.
Além de Dodge, apresentaram contestações contra a candidatura de Lula o ator pornô Alexandre Frota e o líder do Movimento Brasil Livre (MBL), Kim Kataguiri.

Postagens mais visitadas deste blog

Rosângela Moro já está de malas prontas

Caso de militar réu por estupro abre precedente para punir crimes da ditadura

Nota da defesa de Lula: Novas mensagens reforçam que Lula foi vítima de uma conspiração e de atos ilícitos

VÍDEO, FOTOS: Pelo menos 3 mortos em confrontos antes do clássico do futebol hondurenho