terça-feira, 10 de julho de 2018

Tensões no Estreito de Ormuz

  
.
Em 3 de Julho de 2018, o Presidente iraniano, Xeque Hassan Rohani, evocou a possibilidade de bloquear o Estreito de Ormuz em caso de aplicação das sanções norte-americanas. Ou seja, qualquer um pode usar o estreito, ou ninguém, afirmou ele.
O Comandante dos Guardiões da Revolução iranianos, Mohammad Ali Jafari, disse, em 5 de julho, que estava pronto a bloquear o Estreito de Ormuz.
Se as sanções norte-americanas sobre metais, moeda, dívida e produtos automóveis entrarão em vigor em 7 de Agosto, as lançadas contra os setores bancário e petrolífero serão aplicadas a partir de 5 de Novembro.

A possibilidade de bloquear o Estreito havia já sido considerada pelo Irã (Irão-pt), em 2012. As ameaças atuais se seguem ao fracasso das negociações que o Presidente Rohani acaba de realizar com os Europeus.
Um terço das exportações globais de hidrocarbonetos passa pelo Estreito de Ormuz.
Durante o mandato de George Bush Jr., o Pentágono mantinha dois porta-aviões em permanência no Golfo. Não há lá nenhum de momento. A 5ª Frota, com sede no Barein, é responsável por garantir a livre circulação no Golfo, em aplicação da «doutrina Carter», segundo a qual o acesso dos Estados Unidos aos hidrocarbonetos do Golfo é uma questão de Segurança Nacional.
O porta-voz do CentralCommand confirmou à Reuters que o Pentágono estava tomando providências a propósito.
Tradução
Alva
Postar um comentário