terça-feira, 10 de julho de 2018

China fecha acordo com Liga Árabe e avança sobre o Oriente Médio

O Emir do Kuwait, Sheikh Sabah Al Ahmad Al Sabah (à esquerda), e  o presidente chinês, Xi Jinping (à frente, do lado direito), chegam ao encontro do CASCF e, Pequim.
.
Sputnik News - 10/07/2018

A China fechou acordos de cooperação em mais de 20 áreas, incluindo energia, indústria e comércio, afirmou nesta terça-feira o ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi. Os acordos incluem a expansão da Nova Rota da Seda.
A China foi sede do 8º encontro do Fórum de Cooperação China-Estados Árabes (CASCF, na sigla em inglês). O evento foi presidido por Wang Yi. Adel Jubeir, chanceler saudita, e pelo secretário-geral da Liga Árabe, Ahmed Aboul Gheit.
No encontro, foram assinados três documentos distintos: a Declaração de Pequim; um plano de organização para eventos da CASCF entre 2018 e 2020, e um plano de ação para a implementação conjunta da Nova Rota da Seda com o objetivo de aumenar a integração da Eurásia.

"A declaração de Pequim define a direção para o desenvolvimento das relações entre a China e os países árabes além da cooperação. A declaração sobre a 'implementação de planos' estipula novos projetos e medidas para a cooperação em mais de 20 áreas, como o comércio, a economia, a indústria, energia e cultura", afirmou o chanceler chinês durante uma coletiva de imprensa.
O ministro chinês afirmou que a Declaração de Pequim reafirma o apoio mútuo entre os países além de garantir a cooperação em interesses chave. O documento também aponta posições comuns em relação à questão da Palestina, ao combate ao terrorismo, a reforma do Conselho de Segurança da ONU e outras questões regionais e internacionais, afirmou.
Wang também apontou que foram atingidos acordos em mais de 100 pontos de interesse comum.
O CASCF foi criado em 2004 durante uma visita do então presidente chinês, Hu-Jintao, ao quartel-general da Liga Árabe no Cairo, Egito.
O CASCF é uma iniciativa de diálogo entre a China e os 21 membros da Liga Árabe, com o objetivo de criar cooperação nas áreas de política, cultura, tecnologia, relações exteriores, assim como avançar na manutenção da paz e da amizade entre os países.
Dados de 2016 mostram que a China é o principal parceiros comercial de pelos menos 6 destes países, e figurando entre os 4 maiores parceiros de outros 5. O Sudão, por exemplo, tem 54% de suas exportações indo para a China.
Atualmente fazem parte da Liga Árabe países do Oriente Médio e Norte da África. São eles, Sudão, Omã, Iêmen, Mauritânia, Iraque, Arábia Saudita, Kuwait, Emirados Árabes Unidos, Somália, Líbia, Catar, Jordânia, Egito, Marrocos, Dijibuti, Tunísia, Argélia, Bahrein, Palestina, Líbano e Comores.
Postar um comentário