terça-feira, 15 de maio de 2018

Triplex atribuído a Lula é arrematado por empresa de Brasília

Juiz federal Sérgio Moro
.
Sputnik Brasil - 15/05/2018

Uma empresa de Brasília arrematou em lance único o triplex em Guarujá (SP), atribuído pelo Ministério Público Federal (MPF) ao ex-presidente Lula.
Segundo o site dos organizadores, Marangoni Leilões, o vencedor terá 72 horas para realizar o pagamento. A empresa fez o lance 4 minutos antes do fim do leilão e foi a única interessada no imóvel, pois o lance anterior, de um perfil de Piracicaba, foi retirado.
O imóvel foi visualizado mais de 58 mil vezes no site dos organizadores do leilão.
As reações nas redes sociais foram das mais diversas e, mais uma vez, muito polarizadas.

Os defensores da inocência de Lula não deixaram de apresentar os principais argumentos, que nortearam a defesa do ex-presidente durante todo o seu processo de defesa.
Se o triplex:
Está em nome da OAS
Não tem contrato assinado
Não houve reforma
Não tem elevador
Não tem móveis de luxo
E se o juiz:
Usou delação falsa como prova
Proibiu vistoria no triplex
Usou como provas da reforma Notas Fiscais falsas
Por que Lula não foi solto e o juiz preso?
Pra fechar com chave de ouro a farsa o comprador é de Brasília 😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂

Já os "opositores" de Lula não pouparam tempo e agradeceram ao juiz Sérgio Moro por devolver os supostos recursos da Petrobras à estatal.
Pronto! Agora sim Lula pode dizer que o triplex não é dele. A propina que levou Lula à cadeia finalmente será devolvida à Petrobras.


 ​Condenado em segunda instância pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o ex-chefe de Estado é, hoje, o nome mais popular no cenário político brasileiro, favorito nas pesquisas de intenção de votos para a eleição presidencial de outubro. 
Postar um comentário