segunda-feira, 5 de junho de 2017

EL PAÍS - O preço do poder para Temer: perdão de dívida, concessão de rádio e verba a parlamentares

À espera do julgamento do TSE, presidente intensifica acenos para não perder sua base de apoio

Resultado de imagem para sky
Silhueta de Temer, durante evento em São Paulo, no dia 30.  EFE
As notícias positivas da economia aliadas às negociações que mexem diretamente no bolso de congressistas, ou nos de seus financiadores/apoiadores, frearam a debandada da base de Michel Temer(PMDB) no Legislativo nesta última semana. A incerteza sobre o seu julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), assim como os desdobramentos que ocorrerão do inquérito contra ele que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) por causa da delação da JBS -o último, a decisão de mandar para cadeia ao homem de confiança do presidente, o ex-deputado Rocha Loures-, também colocaram uma série de dúvidas entre os parlamentares de partidos governistas. A ordem das lideranças partidárias é, por enquanto, esperar mais uns dias para tomar qualquer decisão de rompimento ou não com o Governo.
Postar um comentário