terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Imóveis milionários, Cunha, PCC: as polêmicas de Alexandre de Moraes. No El País

Indicado por Temer para o STF comprou oito imóveis por 4,5 milhões de reais em 4 anos
Alexandre de Moraes nega ilegalidades

Resultado de imagem para public speaking
.
EL PAÍS - São Paulo 6 FEV 2017 - 22:12 BRST

Questionamentos sobre o patrimônio


No mesmo dia em que foi indicado por Michel Temer para ser o novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF)para a vaga de Teori Zavascki, o ministro agora licenciado da Justiça Alexandre de Moraes, teve de lidar com o questionamento de seu patrimônio. De acordo com reportagem do BuzzFeed, ele  acumulou patrimônio milionário no serviço público. Entre os anos de 2006 e 2009, quando foi membro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e secretário do ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD), Moraes comprou oito imóveis por 4,5 milhões de reais, conforme o site. A lista de aquisições inclui dois apartamentos luxuosos em São Paulo, onde vive, e terrenos em um condomínio dentro de uma reserva ambiental. Ao site, o ministro disse, por meio de sua assessoria de imprensa, que “todos os imóveis foram adquiridos com os vencimentos de promotor de Justiça, professor universitário e a venda de mais de 700 mil livros”. Disse ainda que tudo estava declarado em seu imposto de renda.
Postar um comentário